23/05/16

Homtom Ht17 - O 1º com o novo processador MediaTek MT7537

Homtom Ht17 novo smartphone de gama baixa da marca e o primeiro com o novo processador MediaTek MT7537


 O HT17 HOMTOM é o novo smartphone desta empresa,  e será o primeiro smartphone a utilizar o processador  da MediaTek MT6737 , que não será nada mais do que uma versão "kitada" do nosso ja  conhecido MT6735, que ira proporcionar uma  melhoria do rendimento de até 20%  nos seus 4quatro núcleos e até 34% nos gráficos, e com melhores consumos de até 25% e até 52% em modo standby, graças à nova algoritmos implementados.

 

  Podem saber mais e  fazer a pré encomenda aqui por 60€

 O MediaTek MT6737 é um processador de quatro núcleos Cortex-A53 a 1.10 GHz (capaz de funcionar a 1.50 GHz na variante turbo MT6737T) acompanhado por dois núcleos gráficos Mali-T720 @ 550 MHz (ate 600 MHz no MT6737T)  com 4G LTE  e ainda trás até nós a tecnologia MediaTek PumExpress 2.0 que permite uma recarga rápida da bateria de 3000 mAh. Este HOMTOM HT17, tem  una tela  HD (1280 x 720 píxeles) e chega com 1 GB de RAM




 

 A parte traseira do telefone é feito de poli carbonato, mas a empresa afirmou que este material tem sido especialmente tratado de modo que sua aparência pareça de qualidade superior, mas este pequeno detalhe não podemos confirmar até que algum chegue as nossas mãos. O leitor de impressões digitais é em metal, e  será bastante rápido, uma vez que irá desbloquear o telefone em apenas 0,3 segundos.

  Podem saber mais e  fazer a pré encomenda aqui por 60€

Nota: ao efectuar a compra caso seja da china não esquecer escolher o envio "Priority Direct Mail" onde as encomendas são enviadas da China para Espanha, e depois de Espanha para Portugal. Ao contrário do que acontecia com o envio via Holanda, a encomenda é mesmo recebida em Espanha e só depois despachada para Portugal - ficando Espanha como país de origem.




O resultado prático é que, optando por este Local Direct Express, as encomendas chegarão até nós sendo enviadas de Espanha, assim acabando com as questões alfandegárias.

PARTILHAR ISTO

Comentar no Facebook

0 comentários: